.

Bloom Box está sendo saudado como o Santo Graal da energia limpa, em pequenos blocos ou no apelidado formato geladeira, são capazes de produzir energia barata e limpa e um dia pode substituir a rede elétrica tradicional.

Seu inventor quer colocar um em cada casa em 2020, dois blocos geram potência média de consumo para uma casa de alto padrão americano, e um bloco pode alimentar uma casa média europeia, pelo menos essa é a afirmação feita por K.R. Sridhar, fundador da Bloom Energy sediada em Sunnyvale na Califórnia.

A tecnologia original vem de um gerador de oxigênio destinado a um programa realizado nas recentes explorações de Marte pela NASA, o tal gerador foi convertido, com a ajuda de cerca de US $ 400 milhões em financiamento privado, em uma célula de combustível.

O conceito da Bloom é alimentar de oxigênio um lado de uma célula de combustível, enquanto o gás (natural, biogás de aterro, solar, etc) é fornecido para o outro lado, nasce a reação química necessária para o poder da geração de energia limpa.

As células são discos de cerâmica pintados com uma tinta secreta “verde” de um lado e uma tinta preta “do outro. Os discos são separados por uma liga de metal barato, em vez de mais metais preciosos, como platina, e guardada em um cubo de diferentes capacidades, uma pilha de 64 pode alimentar uma pequena empresa.

Scroll Up