Os festivais de música, festas rave, shows ou mesmo qualquer grande evento provoca diversos danos ao meio ambiente. Seja na quantidade de lixo produzido, nas bebidas, comidas, nos estacionamentos, eletricidade ou mesmo na viagem de artistas internacionais, cada ação provoca reflexos no mundo em que vivemos.
No sentido de minimizar estes efeitos, diversos festivais de música ao redor do mundo passaram a colocar em ação práticas de “carbono neutro”, reduzindo ou mesmo anulando a quantidade de dióxido de carbono emitido na atmosfera antes, durante e depois do evento.
Um novo festival na Inglaterra propõe fazer mais do que isso. Deseja ser também integrado com a economia e comunidade local. O “Beach Break Live” é um festival de três dias no mês de Junho em Cornwall voltado para estudantes.
O evento todo tem a proposta de causar um impacto positivo socialmente e ambientalmente. Para isso organizou viagens de ônibus para os estudantes direto das universidades, mantendo a estrada mais livre e o estacionamento reduzido.
A data foi escolhida para ser no meio da semana, fora dos picos da alta temporada, favorecendo a economia local do evento. Todas as comidas e bebidas são de origem da própria região, seguindo os princípios do comércio justo.
Além disso, a proposta também inclui palcos para livre expressão artística e diversas atividades integradas ao meio ambiente durante o dia, desde escaladas até excursões de canoagem.
E no melhor estilo web 2.0, o line up foi definido com bandas independentes votadas pelo público. Um conceito integrado e bem avançado para um público que pensa e busca o diferente. E você, o que pensa dessa onda de “carbono neutro” e impacto social positivo? Desculpem o trocadilho, mas ainda é sustentável um diferencial com base nisso?
Scroll Up