Jacques Resch nasceu em 1945 na França e atualmente vive na África. 

Começou a pintar ainda uma criança, com cerca de três ou quatro anos de idade, a mãe dele entrou com um de seus desenhos num concurso, onde ele ganhou o primeiro prémio. Com sete anos, sua mãe lhe matriculou em seu primeiro cursos de arte. 

Resch trabalhou e criou durante anos quando chegou nas portas da universidade, conheceu Jean Raymond Bessil, um artista e mestre de arte que lhe aconselhou a não entrar para escola arte, dizendo-lhe, que a sua força criativa era forte o suficiente, que ele não precisa ter aulas.
Então seguindo os conselhos de Bessil, se tornou um professor de física e de química, simultaneamente, continuou a desenhar e pintar. Levou a sério mas só começou a expor seus trabalhos em 1981, no Salon d’Automne, em Paris. 

Influenciado por artistas como Bosch, Breughel e Dali, apresenta em suas obras elementos da tecnologia moderna e o mundo da política atual. Enquanto Bosch retrata as tentações do homem pelo demônio, Resch foca endereços modernos, problemas que assolam o mundo, tais como a poluição, pobreza e a guerra. 

Resch com o seu trabalho é um ser espontâneo, porque ele pensa os erros que mostram a fraqueza da natureza humana. Em contradição com os avanços modernos que causam passiva no telespectador, seu trabalho encoraja os telespectadores para se tornarem ativos para consigo e para examinar os problemas que afligem a humanidade.




Categorias: Art

Adirson Allen

evangelista de tecnologia, designer de tendências e cool hunter