Os modelos tradicionais de presença das empresas na Internet passam por um momento de revisão com a introdução de novos conceitos e sistemas.
A Web 2.0 promove uma ruptura nestes modelos, porque introduz novos elementos na gestão e na forma de relacionamento com toda a cadeia de negócios, do fornecedor ao comprador.
Entram e ação os temas gestão colaborativa, liderança de mudanças, a volta dos fundos de investimentos, sistemas e plataformas de colaboração, gestão de relacionamento, segurança, mobilidade e as novas aplicações e ferramentas de Web 2.0.
Algumas empresas já estão no novo ambiente de negócio como IBM, Banco do Brasil, TAM, Peugeot, RBS, General Motors, entre outras, que ja entenderam que a Web 2.0 coloca o controle nas mãos dos usuários.
E isto está derrubando os muros que delimitam as empresas e provavelmente vai também gerar mudanças na maneira de se encarar o local de trabalho.
Redes de indivíduos sejam funcionários, parceiros de negócios e clientes podem colaborar e interagir entre si, gerando idéias e criando soluções inovadoras, pois a Web 2.0 deixou de ser um “buzz” para virar realidade nas grandes empresas do mundo.
Para 79% dos executivos o consumidor que colabora, compartilha e interage aumenta as receitas e reduz os custos das empresas.
A Web 2.0 pode ajudar as empresas a construir marcas com mais eficiência.
Scroll Up