Fãs da geração Beat estão desnorteados com a morte de um jornalista do United Press International, não pela importancia do mesmo no cenário jornalístico mundial, é que a morte tinha chegado para o guardião de uma, ou melhor a primeira obra unindo dois autores beats, William Burroughs and Jack Kerouac.
‘And the Hippos Were Boiled In Their Tanks’  não só tem duas das três principais estrelas da Geração Beat em parceria, mas o livro é uma história de ritmo eletrizante, amizade gay, obsessão e assassinato, que a muito tempo fascina autores americanos conhecedores da obra e dos fatos veridicos que são a matéria prima desta obra.

Os leitores da obra-prima de 1957 On the Road se surpreendem ao descobrir que “hipopótamos” foi escrito em 1944, quando o estranho solitário católico e místico, natural  de Lowell, Massachusetts, Jack Keruac tinha 22 anos e seu amigo frio, assustador e um apreciador do comportamento extremo, Burroughs tinha 30 e seriá sucesso somente em 1959 com Naked Lunch Junky. E um terceiro que não assina o livro mas participou ativamente dos fatos era Allen Ginsberg, o desajeitado poeta dos Uivos que foi publicado em 1956.
Então uma década antes do sucesso eles todos estavam envolvidos no caso Kammerer-Carr, o estopim desta obra literária memorável. Que ficou guarda atraz de tentativas de publicação, da censura, famílias, editores e até mesmo da real verdade daqueles dias. 

Categorias: Design

Adirson Allen

evangelista de tecnologia, designer de tendências e cool hunter