Second Life em seu celular… já era de se esperar…

O serviço Vollee permitirá o acesso móvel ao metaverso de Second Life. Como no computador, você poderá explorar, interagir, conversar, namorar… com outros residentes. O acesso será permitido para os celulares de última geração. O serviço requer conexão de alta velocidade e sua disponibilidade está prevista para maio.


A Vollee , empresa sediada em Israel , a primeira solução 3G Mobile Gaming do mundo, anunciou que levará a plataforma Second Life, baseada em São Francisco, para aparelhos 3G, por meio de seu serviço de streaming de jogos para celular.

De acordo com o Vollee, o serviço móvel do Second Life funcionará tanto para usuários existentes quanto para aqueles que experimentam o Second Life pela primeira vez através do serviço móvel. A tecnologia de streaming da Vollee permite reproduzir qualquer título de PC ou console, incluindo jogos multiplayer como Second Life e World of Warcraft, em um telefone celular.

Além da sólida tecnologia, grande parte do impulso da Vollee vem de suas parcerias de desenvolvimento de negócios com a Linden Lab e a Activision, produtores do Second Life e World of WarCraft, respectivamente.

Andrew Podolsky, do portal de videogames 1UP, teve uma prévia do sistema e escreveu uma resenha:

Os resultados são impressionantes. Uma versão PC perfeita do Second Life roda em um telefone que mal consegue lidar com alguns dos jogos móveis mais elementares. O Vollee também otimiza os controles e a interface do usuário para telefones, portanto, no caso do Second Life, em vez de ter janelas pop-up para bate-papo ou mapas, um sistema tabulado permite alternar entre cada tela. Pode não ter suporte a teclado e mouse, mas o Vollee tenta fazer com que o teclado execute a maioria das mesmas funções, por isso mover-se e voar pelo Second Life pareceu natural e ficou ótimo para nós.
O único concorrente sério da Vollee no momento é o cliente móvel da Sun para o Second Life , que parece ser um bootstrap em comparação com o que o Vollee está comunicando.

Vai se ouvir muito falar mobiles neste ano… é o segmento da vez.

Scroll Up